O EurAfrican Forum 2019 decorreu nos dias 4 e 5 de Julho,  com o tema “Partnership of Equals: Sharing Values, Sharing Prosperity”, no Grand Auditorium da NOVA School of Business and Economics, em Cascais.

Com o tema desta 2ª edição, pretendeu-se definir uma nova abordagem e paradigma nas relações entre Europa e África, encarados como iguais, para criar o cenário e promover uma transformação profunda e de impacto, redesenhando a narrativa para ambos os continentes na construção de um futuro comum, próspero e sustentável.

O Fórum contou com a presença de  455 participantes, provenientes de 17 países Europeus (67% dos participantes) e 24 países africanos (32% dos participantes), sendo 30% mulheres, 56% de empresas, 17% de instituições, 10% de governos, 12% de grupos média e 5%  de Conselheiros da Diáspora Portuguesa.

Os principais temas de debate foram:

Painel 1 – African entrepreneurs driving inclusive innovation and growthpatrocinado pela Omatapalo. Os oradores deste painel foram: Didier Acouetey, Presidente e Fundador do grupo AfricSearch (Togo / França); Khadija Idrissi Janati, Fundadora do I-AFRIKA (Marrocos); Linda Mabhena-Olagunju, Fundadora e Directora Geral da DLO Energy Resources Group (África do Sul); e Tunde Kehinde, Co-Fundador da Lidya (Nigéria). John Gapper, editor do Financial Times (Reino Unido) foi o moderador do painel.

Painel 2 – From donor-recipient towards equal participation patrocinado pela Mota-Engil. Oradores deste painel foram: Eugene Boadu, Director de Corporate Affairs na mPedigree (Gana); Jasandra Nyker, CEO da BioTherm Energy (África do Sul); Koen Doens, Director-Geral para a Cooperação e Desenvolvimento Internacional da Comissão Europeia (Bélgica); e Michael Stopford, Director Geral da Oxford Analytica (Reino Unido). A moderadora foi Nozipho Mbanjwa, Fundadora e Lead Moderator na Akwande Communications (África do Sul).

Painel 3 –  Changing the narrative: valuing talent and diversity from migrant flows. Como oradores participaram: Enuma Okoro, Autora (Nigéria / EUA); Tina Charisma, Fundadora da “Charisma Campaign“ (Gana /Reino Unido); e Vivian Onano, Fundadora/Directora do Leading Light Initiative (Quénia). A moderadora foi Marie Lora-Mungai, Fundadora e CEO da Restless Global (França).

Painel 4 – Africa: the new frontier for impact investment and innovation. Os oradores deste painel foram: Christelle Kupa, Founder and CEO of Uhusiano Capital, Congo / Belgium; Erick Yong, CEO da GreenTec Capital Partners Africa (Alemanha); María Ángeles León López, Co-Fundadora da Fundação Open Value (Espanha); Kim Kreilgaard, Chefe do Gabinete do Banco Europeu de Investimento (Luxemburgo/Portugal); e Vèna Arielle Ahouansou, CEO da Kea Medicals (Benin). O moderador foi John Gapper, editor do Financial Times (Reino Unido).

Painel 5 – Legacy to growth: rehabilitating the heritage, culture and tourism – patrocinado pelo Turismo de Portugal. Este painel teve a participação de Ana Mendes Godinho, Secretária de Estado do Turismo de Portugal (Portugal); e Mossadeck Bally, Fundador e CEO da Azalai Hotels Group (Mali). Foi moderado por Jonathan Rosenthal, Editor África do The Economist, (Reino Unido).

Na tarde de dia 4 de Julho, decorreram quatro sessões paralelas fora do auditório principal:

Sessão 1 – Rebuilding Mozambique, com Elísio Macamo, Professor de Estudos Africanos na Universidade de Basel (Moçambique/Suíça); Fabio Scala, Fundador do FurtherMarkets (Reino Unido); Francisco Pereira, Director Executivo do Gabinete de Reconstrução pós-ciclone (Moçambique); Gregor Binkert, membro da direcção do Parque Industrial Beluluane de Moçambique (Suíça); e João Figueiredo, Presidente e CEO do Moza Banco (Moçambique).

Sessão 2 – Security, Migration and Talent – planeado em parceria com o Institute of Security and Strategy Foundation of Poland. Com Camilla Rocca, Directora de Pesquisa da Fundação Mo Ibrahim (Reino Unido); Grzegorz Małecki, Presidente da Direcção do Institute of Security and Strategy Foundation (Polónia); Jacek Raubo, Especialista em Segurança (Polónia); e Stéphanie Asare, Secretária-Geral do Welcoming Diasporas (Gana /França).

Sessão 3 – Tools and strategies for woman and youth empowerment. Com a participação de Lilian Ore, Fundadora e CEO da Fundação Global Connections for Women (Nigéria /EUA); e Oyin Solebo, COO & Fundadora – Movemeback (Nigéria /Reino Unido).

Sessão 4 – EU-AF Economic Integration and Digital Infrastructure for Africa. Com Luís Cunha, Managing Partner na McKinsey Africa (Portugal/África do Sul); Markus Lienkamp, Professor de Automotive Technology na Universidade Técnica de Munique (Alemanha); Precious Lunga, Co- Fundadora & CEO do Baobab Circle (Zimbabwe); e Samir Abdelkrim, Fundador da EMERGING Valley (França).

Como oradores principais participaram António Vitorino, Director Geral da Organização Internacional para as Migrações,  Elijah Amoo Addo, Fundador e CEO do Programa Food for All Africa com um pitch na hora de almoço e colaboração no menu e Siyanda Mohutsiwa, escritora satírica. António Guterres, Secretário-Geral das Nações Unidas, também confirmou que participará com uma vídeo-mensagem especial. Os oradores institucionais que participaram foram Filipe Nyusi, Presidente da República de Moçambique e Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República de Portugal, numa “Conversa entre Presidentes” moderada por Cristina Esteves, jornalista da RTP; Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal; José Manuel Durão Barroso, Presidente do EurAfrican Forum; Filipe de Botton, Presidente da Direcção do Conselho da Diáspora Portuguesa e Miguel Pinto Luz, Vice-presidente da Câmara de Cascais.

A mestre de cerimónias foi novamente Thora Arnorsdottir, produtora de documentários (Islândia).

Outros momentos marcaram também a 2ª edição do EurAfrican Forum como o Welcome Drink aos oradores e parceiros no Hotel Estoril Palácio, no dia 3 de Julho, onde também decorreu a assinatura de um protocolo com a agência Lusa, parceiro média do evento. Foi também assinado um protocolo com a AICEP – Portugal Global no dia 4 de Julho.

Esta 2ª edição contou com um Conselho Consultivo, para suporte na definição da estratégia da iniciativa e enquadramento dos temas de interesse e relevo para o desenvolvimento do quadro de crescimento sustentável de ambos os continentes, composto por um conjunto de personalidades de destaque da diáspora euro-africana, sendo eles: Christian Kamayou, CEO do MyAfricanStartUp (França); Kola Karim, Fundador & CEO da Shoreline Group (Nigéria); Manuel Mota, CEO da Mota-Engil África (Portugal); Nicolas Pompigne-Mognard, Owner of APO Group (Gabon/France); Pauline Mujawamariya Koelbl, Co-fundadora do PROWAH (Suíça); Sophia Bekele, Fundadora & CEO da CBS International e DotConnectAfrica Group (Etiópia); Ziad Oueslati, Director Executivo e Co-Fundador da AfricInvest (Tunísia). 

Foi também constituído um grupo de Conselheiros de Portugal no Mundo – o Special Interest Group of the Portuguese Diaspora Council – com o objectivo de contribuírem com o desenvolvimento de temas relevantes e contribuírem para o posicionamento do EurAfrican Forum. Este grupo é constituído por: Carlos Pone, Ex-CEO AECOM Africa e Ex-CEO ABB SSA (Portugal/África do Sul); Christophe Fonseca, realizador luso-francês e membro da diáspora portuguesa (Portugal); Gonçalo Terenas, Câmara de Comércio e Indústria e Promoção Cultural Portugal – Senegal e África Ocidental (Portugal /Senegal e África Ocidental); Miguel Azevedo, Head of Investment Banking for the Middle East and Africa no Citigroup (Portugal/Reino Unido); Pedro Pereira da Silva, Director Geral da Pick n’ Pay Retail (Portugal /África do Sul); Sérgio Pimenta, Vice-Presidente do International Finance Corporation – IFC (Portugal/EUA). 

A plataforma EurAfrican Forum nasce da ideia de impulsionar as redes da diáspora como elementos de força e ligação entre cidades, regiões e continentes, entre cultura, empresas e pessoas.

Tem como objectivo fomentar uma maior colaboração entre Europa e África, promover o desenvolvimento partilhado e sustentável para os dois continentes, e descobrir novos desafios e oportunidades de parceria de impacto social, criando sinergias entre os dois modelos de inovação.

1ª edição do EurAfrican Forum ocorreu a 10 de Julho de 2018, em Portugal, sob o tema ‘Crafting Coalitions for Change’ e que contou com a presença de 350 participantes (35% Africanos e 65% Europeus) líderes do sector empresarial, academia, cultura, organizações não governamentais, instituições públicas, empreendedores, media e social influencers. Foram debatidos quatro temas sobre: confiançaa partilha de recursos, os impactos da quarta revolução industrial e o papel da diáspora no reequilíbrio e no avanço das regiões euro-africanas. Assista ao VÍDEO da 1ª edição do EurAfrican Forum.

O EurAfrican Forum 2019 contou com o Alto Patrocínio da Presidência da República e do Governo de Portugal, tendo como co-anfitrião a Câmara Municipal de Cascais. Os patrocinadores são a Mota-Engil, a Omatapalo, o Turismo de Portugal, o MDS Group, a EDP e o Citigroup. Os parceiros são a AICEP – Portugal Global, a Comissão Europeia e o Institute of Security and Strategy Foundation of Poland. Os parceiros media são o APO Group, o Africa.com, o Aptantech, a DTV Algérie, a Forbes Portugal, o Further Africa, o ITBusinessDirect e a Lusa. A TAP é a transportadora oficial do evento.

Mais informações em www.eurafricanforum.org.

Siga-nos nas redes sociais – Twitter, Instagram Youtube.

Por Conselho da Diáspora Portuguesa, Julho de 2019

Related Articles