Ricardo Araújo Pereira é o primeiro convidado das conversas digitais, uma iniciativa da Fundação Francisco Manuel dos Santos. O objetivo é combater a ausência do debate e o isolamento intelectual e ainda encontrar respostas para o futuro do país e dos portugueses após a pandemia.

Preocupada com os efeitos da pandemia na vida e no futuro dos portugueses, a Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS) lança a partir desta quarta-feira, 1 de abril, um programa de conversas digitais. “O País que se Segue” será o espaço onde se pretende debater o futuro de Portugal e dos portugueses, no pós-pandemia. O surto do novo coronavírus já provocou, até ao momento, 160 mortes em Portugal.

Ricardo Araújo Pereira, David Marçal e Fernando Alexandre são os primeiros convidados do programa que terá o seu palco no site da Fundação Francisco Manuel dos Santos. As conversas terão a moderação do jornalista Pedro Santos Guerreiro.

“Será a liberdade de expressão mais necessária do que nunca? O que podemos antecipar da crise económica que se avizinha? E quais os mitos sobre o Covid-19 que a evidencia empírica já desmontou que continuam a inquietar os portugueses? O novo programa “O país que se segue”, pretende responder às perguntas que se impõem num contexto de pandemia”, lê-se na nota da FFMS enviada à TSF.

O diretor-geral da fundação, David Lopes, considera que o facto de estarmos de quarentena não podemos viver sem debate e no isolamento intelectual.

“A Fundação continua a promover e a aprofundar o conhecimento da realidade portuguesa, refletindo sobre os temas que nos afetam, mas também debatendo os próximos passos que todos teremos de dar em conjunto, quando a quarentena e a pandemia finalmente forem coisas do passado.”

O primeiro programa, marcado para esta quarta-feira entre as 19h00 e as 19h30, terá como primeiro convidado o humorista Ricardo Araújo Pereira, sendo transmitido no site ffms.pt.

Ler artigo completo AQUI.

Por TSF, Março de 2020