luis-amaral

Empresa: Eurocash

País: Polónia

Área: Economia

Luís Amaral licenciou-se em gestão de empresas pela Universidade Católica Portuguesa em 1984. Iniciou a sua carreira na Unilever onde desempenhou várias funções na área de Marketing e Vendas. Com 28 anos foi Administrador do Entreposto Comercial Importador Nissan e Subaru, com pelouros de Marketing, Vendas e Logística.

Em 1994 foi para a Polónia como Country Manager do grupo Jerónimo Martins onde construiu as cadeias Biedronka e Eurocash até 1999, tendo construído a posição de líder de mercado que a Jerónimo Martins ainda hoje ocupa.

Entre 2000 e 2003 como Partner da Antfactory (internet incumbator) abriu e geriu os escritórios do Brasil, México e Argentina.

No ano de 2003 volta à Polónia onde organiza um “Management Buyout” (MBO) para comprar o Eurocash (grossista alimentar) ao grupo Jerónimo Martins. Desde aí o Eurocash foi cotado na Bolsa de Varsóvia, cresceu 20 vezes para um volume de negócios de 5.000 milhões de Euros, tornou-se líder destacado no sector grossista alimentar e na 6ª maior empresa polaca em termos de volume de vendas. O grupo Eurocash está no “Wig 20” o principal índice da bolsa de Varsóvia com valor aproximado de 1.500 milhões de Euros e emprega cerca de 12.000 pessoas.

Desde 2016, Luís Amaral tornou-se investidor activista na “Stock Spirits” cotada em Londres onde é o principal accionista e tem pressionado para importantes mudanças na Gestão.

É também fundador e maior accionista do jornal online “Observador” além de fundador da Fundação Girl Move que em Moçambique desenvolve trabalho na área de educação e liderança de meninas e mulheres.

Ao longo da sua carreira, Luís Amaral tem sido distinguido com vários prémios onde se destacam “Lider Polski Business” em 2012 pela revista Forbes na Polónia e em 2016 o prémio de carreira da Universidade Católica Portuguesa.